Pesquisar neste blog

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Proceed




"Who makes you happy?"

"You do."

"What's the most important thing in your life?"

"You are."

"Where would you rather be?"

"Nowhere."

"And when will you leave me?"

"Never."

"..."


Exodus: Gods and Kings


terça-feira, 20 de agosto de 2013

All Star




Estranho seria se eu não me apaixonasse por você
O sal viria doce para os novos lábios
Colombo procurou as índias, mas a terra avistou em você
O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário


Estranho é gostar tanto do seu All Star azul
Estranho é pensar que o bairro das Laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali
E entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar
Não vejo a hora de te reencontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem
Ficou pra hoje


Estranho mas já me sinto como um velho amigo seu
Seu All Star azul combina com o meu preto de cano alto
Se o homem já pisou na lua, como eu ainda não tenho seu endereço?
O tom que eu canto as minhas músicas
Para a tua voz parece exato


Estranho é gostar tanto do seu All Star azul
Estranho é pensar que o bairro das Laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali e entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar
Não vejo a hora de te reencontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem ficou pra...
Laranjeiras
Satisfeito sorri quando chego ali e entro no elevador
Aperto o 12 que é o seu andar
Não vejo a hora de te reencontrar
E continuar aquela conversa
Que não terminamos ontem, ficou pra hoje
Nando Reis

terça-feira, 5 de março de 2013

Fugaz



Foi fugaz,
Fugaz
E nada mais.

Passou aqui
E ali,
Nada deixou pra traz.

Passou depressa
Com tanta pressa
Que se desfez,
Mas tanto fez.

Não dói,
Não corrói.
No momento do "oi",
Foi assim que se foi.

[C. S. Júnior]

segunda-feira, 4 de março de 2013

Carta do amor de verão




Oh querida,

Já sou saudade.
E já que partiu.
Levou parte de mim consigo.
Tu serás um dos meus melhores sonhos.

E das madrugadas, eternas.
Às luzes dessa cidade paulistana
Que atravessam pelos vidros da janela da sala
Tu estará sempre aninhada em meu peito.

E seremos sempre lembranças.
Boas lembranças.
E hão de se tornar mais.
Cada vez mais lembranças deste amor de verão.

E do branco dos azulejos.
Sentados em baixo do chuveiro ofegantes.
Em amor, embalados pelas trilhas sonoras desconhecidas
Das mais lindas histórias de amor.

E tu serás sempre surpresa e dança
Seduzindo-me nas noites.

Me despeço querida na esperança de termos outros verões.
E te desejo tudo que há de melhor neste mundo.
Serás sempre bem vinda,
Então volte quando quiser.

Mil beijos e fique bem,

C. S. Júnior

Ontem não consegui dormir





Ontem não consegui dormir, pois sua imagem não saia da minha cabeça. Cheguei a pensar que a qualquer instante você iria surgir por aquela porta e se deitar comigo mais uma vez. E assim o sono não veio me lembrando de cada segundo do nosso primeiro beijo...

A vontade superando todo o bom senso, a pele, o cheiro de baunilha das suas mãos, o calor do seu corpo, tudo estava ali gritando em minha mente. Demorei muito tempo pra adormecer e quando acordei você realmente não estava mais lá. Fiquei muito triste por não poder me despedir e de saber que iria ficar mais um dia sem te ver.

O estranho é que te conheço há tão pouco tempo, e mesmo assim antes de abrir a porta de casa desejo te encontrar sentada em minha cama.

Fui trabalhar com você na cabeça e senti o cheiro da sua respiração diversas vezes durante o dia. Ao fechar os olhos seu rosto sereno lá estava e permanece até agora.

Eu preparei mil conversas entre nós e em todas vi você partir. Logo agora que o coração acelera, a mente se agita e o ar fica difícil de respirar?

Não vá... Sei que não tenho o direito e nem é a hora certa de pedir alguma coisa.

Não quero ser mais um fardo pra você carregar, pelo contrário, quero te ajudar a superar esses problemas e estar ao seu lado quando você precisar.

Já gosto de você sem saber o porquê, e isso é bom, pois não é necessário mais que um sorriso pra me recompensar.

Não quero nada além da sua presença e peço desculpas pelo nosso primeiro beijo, pois sabia que você ainda não estava preparada e mesmo assim arrisquei. Sabia que isso podia acontecer e aconteceu, mas se eu pudesse voltar naquele instante não mudaria em nada o que aconteceu. Porque foi bom saber que existe essa chama. 

E agora podemos ser o que você quiser e quando você quiser poderemos ser o que quisermos...
Beijos e boa noite.

C. S. Júnior

Acompanhe por e-mail